Como usar o Google Alerts e quais as utilidades do serviço

Como usar o Google Alerts e quais as utilidades do serviço

Não é fácil ficar informado sobre as últimas novidades neste ou naquele assunto, pois as notícias sofrem um eterno processo de renovação. Então, o Google resolveu abordar este problema. Como?

Pense em uma palavra ou frase que você gostaria de saber cada vez que for publicada em algum site da Internet. Ao invés de realizar uma inspeção manual através de mecanismos de busca, é possível receber via e-mail alertas sobre determinado tópico a cada nova matéria publicada em sites de notícias, blogs, etc. Trata-se do Google Alerts (Alerta do Google), uma ferramenta importante para acompanhamento de palavras-chave, ações, conteúdo, entre outras aplicações cabíveis mediante cada necessidade.

 

Utilidades do serviço

 

Você pode utilizar o Google Alerts para monitorar o que quiser na net. Por exemplo, é possível usar o Alerta do Google para:

– Acompanhar a indexação de conteúdos do seu site ou blog;

– Monitorar empresas, concorrentes ou setores. (Ao cadastrar o domínio da sua marca ou do seu concorrente, você terá a oportunidade de ler o conteúdo onde elas aparecem e confrontar as estratégias da concorrência contra as suas);

– Manter-se atualizado sobre determinado assunto, notícia, time ou novela;

– Procurar emprego. Cadastre o nome da vaga desejada e receba alertas até mesmo daquelas que normalmente não seriam facilmente encontradas;

– Descobrir o que estão falando sobre você.

Com o Google Alerts é simples: basta fornecer as palavras ou frases que deseja obter informações, selecionar o tipo de resultado, a frequência e o número de informações que quer receber e um e-mail para obter o resultado. Para mais exemplos de como os Alertas do Google são usados, recomendo o seguinte link: Exemplos de Alertas do Google.

 

Configurações do Google

 

Através de sua tela inicial do Google Alerts, é preciso indicar:

 

– Termos de pesquisa: a palavra-chave a ser monitorada. Digite sua consulta como se estivesse fazendo uma pesquisa no Google. Para conhecer técnicas de pesquisa, veja dicas para criar as consultas.

– Tipo: qual será a fonte de informações, que poderá ser: Tudo, Notícias, Blogs, Vídeos e Discussões;

– Frequência: com que frequência deseja receber alertas;

– Volume: quantos resultados você verá em cada alerta.

E por último, para qual e-mail as notificações deverão ser enviadas. Se você fizer login em sua Conta do Google antes de criar o alerta, não será necessário confirmá-lo.

É só isso!

Seu alerta já está ativo e você receberá um e-mail a cada novo resultado encontrado pelo Google Alerts. E mais, você poderá cancelar o alerta quando quiser, basta selecionar a opção de exclusão contida em cada e-mail enviado.

 

Enviar para feed RSS

 

É possível que usuários das Contas do Google recebam seus alertas por meio de feed RSS. Ao invés de colocar o e-mail, escolha a opção “Feed” no campo “Enviar para”.

Assim, não vai ser preciso acessar o e-mail para ler os alertas, você será notificado sobre novos alertas no Google Reader ou em qualquer outro leitor de feed RSS, como o Feed Notifier. Este software reúne, filtra e apresenta as novidades através de um pop-up, sem que tenhamos que abri-las. Ainda, é possível definir regras sobre as notícias que serão apresentadas, segundo o que você está interessando em ler ou não.

Resumindo, esta ferramenta é muito simples de usar e permite que os usuários estejam sempre atualizados nas novidades que mais lhes interessam.

Quem quer saber mais sobre o Feed Notifier, pode ler o manual completo disponibilizado pelos seus programadores; e quem desejar baixar o software pode fazê-lo acessando este link: http://www.feednotifier.com/download/.

Prático, não?

E você? Tem alguma sugestão pra dar? Comente!

Comments

comments