Expon: Melhores Palestras de Marketing Digital

Expon: Melhores Palestras de Marketing Digital

 

 

 

 

 

 

O evento reuniu, entre os dias 21 e 22 de Julho em São Paulo, mais de 50 palestrantes em 40 palestras com os assuntos mais atuais do mercado. Com um público superior a 1200 pessoas de todo país, o saldo do evento é positivo, afinal, reunir diversas informações e ter a possibilidade de aplicá-las em nossa rotina é sempre válido.

A Enlink preparou um breve resumo de algumas palestras que as integrantes Aline, Carol e Gladys puderam assistir.

 

Dicas de otimização para mobile

Pedro Dias (Google), deu diversas dicas valiosas para aqueles que estão de olho no crescente mercado de buscas mobile.

A palestra iniciou com a apresentação dos tipos de pesquisa mais frequentes dos usuários de mobile. Estas são: informativas, navegacionais e pesquisas urgentes voltadas para local search. Para que os resultados sejam satisfatórios, o site mobile deve estar otimizado, garantindo acesso rápido até a informação. Por isso:

– Opte por acessos curtos: m.dominio.com.br ao invés de mobile.dominio.com.br/pagina

– Na configuração, use xhtml, chtml, WAP e fuja de  javascript e frames;

– Evite acento, login, cadastro;

– Procurar não usar redirecionamentos repetitivos;

– Opte por layouts diferentes;

– Redimensione as imagens do site, elas devem ser específicas para cada versão;

– Inclua um link para a versão mobile no site desktop;

– Crie sitemaps específicos;

– Como resultados de local search são um ponto forte do Mobile, faça com que o endereço do seu site seja visível para os robots do Google;

– Utilize tel: para números telefônicos, assim eles “viram um link” e você pode clicar para ligar direto (é como usar malito).

– Google recomenda: use Google places;

– Pedro Dias afirma: travar na versão mobile é pior q travar em desktop. Sendo assim, faça diversos testes com 3g e wi-fi para ver o comportamento da sua versão mobile.

Em relação ao Google: verifique se o Google reconhece suas urls para mobile. Quando se trata de um site nesta versão, não há conteúdo duplicado, pois o index é diferente. Portanto não bloqueie urls com robots txt e não use “no index”.

Os slides da apresentação e mais dicas em Pedro Dias:  Dicas de otimização para mobile

 

Marketing Digital e o Desenvolvimento de Novos Produtos

O painel sobre “Marketing Digital e o Desenvolvimento de Novos Produtos”, que contou com participação de Sandro Rodrigues (Centro Europeu), Marcelo Vitorino (Talk Interactive), José Luiz Martins (Africa), Paulo Ziliotto (Adidas) e Alexandre Inagaki, foi outra palestra importante para quem está de olho em ações que envolvam Crowdsourcing e claro, Voice of Customers. Atualmente uma ação que ocorre nas mídias sociais e que não leve em conta seu público, irá certamente, trilhar um caminho árduo para o sucesso (caso chegue até lá).

Então, como criar uma ação? Ao lançar um produto, o que levar em consideração?

Para obter estas e outras respostas, é importante conhecer bem o nicho no qual você está inserido, ou deseja se inserir, e como não poderia ser diferente, as próprias mídias sociais são um excelente lugar para dar início às suas pesquisas:

– Localize os influenciadores de seu nicho;

– Observe a linguagem dos influenciadores;

– Mídias sociais ajudam a obter resultados regionais, use isso a seu favor;

– Aplique testes de usabilidades inversos: observe o que as pessoas que sabem do assunto tem a lhe dizer, e com isso obtenha resultados;

– Dê sequencia à sua conversa online, com as mídias digitais, você sabe quem conversa com você.

O fato de atuar junto com seu público nas redes sociais seja com conteúdo relevante ou fazendo perguntas, oferece insights para sua ação ou produto. Um bom exemplo da aplicação dos pontos mencionados nessa palestra foi a declaração de um dos participantes, Paulo Ziliotto, de que a Adidas usa suas Fan Pages no Facebook para pesquisar sugestões e o interesse de seu público nos produtos.

 

Como descobrir os Ranking Factors

Todo mundo que trabalha com SEO, conhece o SeoMoz e adora pelo menos uma das ferramentas do site, sem falar no conteúdo de qualidade que eles oferecem por lá. É provável que por isso a apresentação de Ranking Factors do Rand Fishkin, tenha sido tão esperada.

A pesquisa, que analisa a correlação de diversos pontos ligados ao bom posicionamento, confirmou vários pontos que já vinham sendo sentido pelos SEOs, assim como apontou novos panoramas para os fatores de indexação.

Alguns pontos dos Ranking Factors:

– De 2009 para 2011 as apostas nos link-based factors (Page and Domain level) caíram de 65% para 45%;

– A expectativa é de que a keyword exata no domínio perca um pouco a influência; mas o Google ainda o considera bastante;

– Muito Adsense influencia negativamente na sua página;

– Links pagos estão perdendo valor;

– Qualidade dos links externos para uma página tem alto valor para o Google;

– Tempo de resposta (carregamento da página, etc).
As maiores apostas na correlação de fatores para o bom ranqueamento por sua vez, estão focadas no usuário e na sua influência dentro das redes sociais:

– Conteúdo friendly, usabilidade e design;

– A relação entre social media e o domínio;

– Valor para o usuário;

– A relação entre social media e página.

No que tange as mídias sociais, vale lembrar que segundo a pesquisa, Shares no Facebook são mais importantes que menções no Twitter. Enfim, dentro da análise de correlação, o Facebook está em primeiro lugar.

Importante: o que melhora o ranking dos outros, não necessariamente, melhora o seu.

Mais em SEomoz: Search Ranking Factors 

 

Título: Site Clinic Nacional

O Site Clinic nacional contou com a presença de Pedro Dias (Google), Gustavo Guanabara (Guanabra.info) e Tiago Luz (underDOGS).

As dúvidas eram muitas, as análises não foram muito aprofundadas e mesmo assim agregou valor para aqueles que participaram, mostrando que detalhes simples fazem a diferença e não devem ser deixados de lado.

O que se pode obter do debate:

– Não pense no seu site para o Google, pense para o usuário;

– Considere pontos como layout: um bom layout pode atrair o usuário, assim como a falta de um ou as falhas do mesmo podem tornar a visita do usuário uma experiência desagradável, afastando-o para sempre. Por isso pense em cores, pontos estratégicos para links ou ícones importantes;

– Sitemaps para ajudar o visitante;

– Procure inserir infos de contato, pense em seu mercado e crie atalhos para seu público;

– Não carregue páginas com Adsense;

– Crie títulos e descrições específicos para cada página;

– Testes de usabilidade são um bom começo.

Por mais que estes pontos possam parecer passos óbvios antes de pensar em estratégias maiores para um site, muitas vezes eles são deixados de lado.

 

SEO para Grandes Empresas

Bruno Alves (Portal Globo.com) e Gustavo Bacchin (Agência Cadastra) expuseram um pouco sobre a realidade e rotina de um profissional de SEO em empresas de grande porte.

E apesar de terem tratado do assunto de maneiras diferentes, um ponto foi em comum: a necessidade de evangelizar o assunto em grandes empresas. Bruno Alves falou sobre a dificuldade em ter controle do todo e da necessidade de auxiliar quem produz o conteúdo, ponto complementado por Gustavo Bacchin, que falou sobre a importância de distribuir conteúdo informativo sobre o tema SEO e divulgação de relatórios com a evolução do trabalho realizado.

Algumas dicas podem resumir o conteúdo abordado por ambos os palestrantes:

– Definição dos tipos de conteúdo;

– Padronização de páginas do mesmo tipo;

– Verificação de itens básicos;

– Automatização da criação de links internos entre categorias, subcategorias e produtos;

– Criação de SiteMap por categoria;

– Link building: maximizar benefícios de links já existentes.

Apresentações em Slideshare: Seo para grandes empresas e In-house – Seo para grandes empresas

 

Desenvolvendo Aplicações e Hacks para SEO

Tom Critchlow foi o apresentador deste tema bastante curioso e com sintomas de ‘eu tenho a força’ para quem não entende de programação, e tem uma infinidade de necessidades para otimizar a rotina de trabalho.

Ele deu dicas e incentivou os presentes a buscar alternativas práticas usando apenas dois pontos de partida: a curiosidade e criatividade.

Resumindo, Critchlow quis mostrar como é fácil aprender a melhor maneira de fazer uma super gambiarra.

Apresentação em Slideshare: Seo Hacks & Apps

 

Facebook Marketing: da Fan Page ao Facebook Ads

Aline Couto (Célula Ideias) e Pedro Superti (Agência Dynamo) foram convocados para falar sobre o Facebook e a melhor maneira de trabalhar alguns pontos desta rede social cheia de potencial já comprovado como ferramenta de marketing online.

Aline falou sobre Fan Pages e Pedro sobre Facebook Ads, mas em resumo ambos falaram sobre o mesmo ponto: abordagem. Escolher a melhor maneira de se relacionar com o usuário é crucial para o sucesso de sua estratégia. Sua Fan Page deve estar adequada a seu público, contendo links e pesquisas interessantes, por exemplo; Da mesma maneira deve ser seu Facebook Add: adequado a seu público, tendo sido segmento a quem pode se interessar pelo anúncio e escrito de maneira clara e atrativa.

Apresentação em Prezi: Como Ficar Rico, Famoso, Bonito e Sexy com o Facebook Ads e também Slideshare: Facebook Marketing

 

The Power of Inbound Marketing

Inbound Marketing é o termo utilizado para expressar maneiras de atrair usuários interessados no assunto que você explora ou produto que comercializa de forma espontânea. Com a evolução dos meios de comunicação e quantidade de informações disponíveis a consumidores, o perfil de quem compra foi modificado e hoje é comum encontrar pessoas dispostas a realizar extensas pesquisas antes de adquirir qualquer coisa. E Rand Fishkin falou exatamente sobre esse assunto.

O profissional ilustrou as diferenças entre Outbound e Inbound Marketing e deu exemplos de tipos de sites e ferramentas que podem ser utilizados em benefício de uma boa estratégia de inbound.

Apresentação em Slideshare: The power of inbound Marketing

 

A Inteligência de Mercado Aplicada à Social Media

Alfredo Passos falou sobre um tema bastante importante e deixou clara a necessidade de se utilizar da Inteligência de Mercado para sucesso de seu empreendimento e precaução quanto à futuras ameaças.

Em resumo, para aplicar esta técnica é necessário analisar seus concorrentes, consumidores e tendência de mercado, assim é possível planejar a maneira ideal de atuação.

Apresentação em WSI Consultoria: Inteligência de Mercado aplicada à Social Midia

 

Buzz: Aprendendo a escutar consumidores na Mídia Social

Juan Carlos Fouz (IZZO) e Gustavo Arjones (Socialmetrix) deram uma aula muito importante principalmente para donos de perfis corporativos.  Aqui vão as principais dicas, o restante vocês encontram no slide.

Para começar, uma das frases que mais chamou atenção e que resume muito do que foi a palestra: “A maneira como você se expressa passa informação sobre você”:

– Sua equipe de call center está preparada para responder as perguntas do usuário na rede? E se chegarem críticas?;

– Princípio básico: Ouvir, aprender, e transformar – trabalhar de forma organizada o que não é organizado;

– Utilize seus pontos fortes atuais para gerenciar as novas interações. “Se é bom no mundo real, é bom no digital”;

– Escolha os canais e seja consistente em todos eles;

– Tenha metas e objetivos;

– Separe o que é ruído do que é informação relevante;

– Levante dados relevantes sobre seu principal concorrente

São dicas rápidas, então, pra quem quer saber mais, fica compartilhado aqui o artigo Escutando o consumidor nas mídias sociais, que está bem completo e tem link para os slides dos palestrantes.

 

Painel de link building Nacional

O Painel de link building está na lista das palestras mais procuradas do evento  e lotou a sala 3. Especialistas na área deram dicas de três assuntos que englobam o link building.

Manuela Sanches (Enlink) falou sobre Planejamento Estratégico para link Building:

– O planejamento estratégico deve ser feito logo após contato com cliente; só depois começa o trabalho de fazer links;

– Todas as palavras chave devem ser analisadas e os dados salvos em uma planilha;

– Analise os concorrentes, conheça forças e fraquezas;

– Analise o que o site do cliente tem a oferecer – bom conteúdo e vídeos estão entre os materiais que mais atraem os leitores;

– Guest Post e press releases são passos importantes para conseguir links de alta qualidade;

Na palestra, Manuela citou algumas ferramentas que ajudam nesse processo. Veja o slide e conheça a utilização de cada uma em Prezi: Planejamento estratégico em link building

 

Cassiano Travareli (Brivin) apresentou o tema: Conteúdo: A base para Link Building. Segundo o palestrante, existe diferença entre uma página de qualidade e conteúdo de qualidade. E o que atrai o leitor é a página. Então, ele deixou dicas para se conseguir isso:

– Definir o conteúdo da página (tema, objetivo, URL, palavra-chave principal);

– Analisar o que os concorrentes estão falando sobre o assunto;

– Destacar palavras-chave importantes no conteúdo utilizando negrito e itálico;

– Utilizar títulos e subtítulos;

– Dividir o conteúdo em tópicos;

– Linkar para fontes externas confiáveis que falam sobre o seu conteúdo;

– Linkar para conteúdos internos;

– Utilizar imagens para ilustrar o conteúdo;

– Utilizar vídeos;

– Criar uma seção FAQ esclarecendo as dúvidas dos usuários sobre o assunto;

– Voz do usuário. Agregue comentários, reviews e feedbacks dos usuários;

– Facilite a distribuição do seu conteúdo em redes sociais;

– Liste conteúdos relacionados que já foram postados dentro do site no final do artigo;

– Fazer citações, infográficos, listas, apresentações.

– Utilizar hash (#) para linkar diretamente para uma seção específica do conteúdo. As hashtags ajudam o Google a criar links na snippet da página de resultados de busca diretamente para a seção (Extraído do site MestreSeo).

Apresentação em Slideshare: Conteúdo – A base para link building 


Fabio Ricotta (MestreSeo) falou sobre relatório e automação. Segundo ele, o cliente deseja saber o que foi feito, quanto foi feito e o que site ganhou com essas ações. Por isso, no relatório devem conter dados como: anchor, backlinks, métricas relevantes, visitas e o raqueamento da palavra-chave, para então avaliar o progresso com o trabalho de link building.

– Se o ranking caiu, é preciso analisar quais são as más fontes;

– Se não houve melhora no ranking, com um report é possível saber o quanto de visitas aquele link gerou.

Confira os slides e conheça as ferramentas apresentadas por Ricotta:

Apresentação em Slideshare:  Link building – Relatórios e automação em link building

 

Erros que cometi em SEO

Sem dúvidas, essa foi a palestra mais engraçada do Expon. Tanto pela veia cômica de Will Reynolds (Seer Iteractive), e também, porque muita gente deve ter se identificado com alguns, ou muitos, dos erros citados por ele, e por Jim Boykin, (Internet Marketing Ninjas) – e o que é mais importante: só vale rir do erro, quando aprender com ele. Veja:

– Focar em sites de alto valor;

– Fazer análise pobre de link building;

– Não ter força nas redes sociais;

– Comprar pacotes de links;

– Conseguir links de páginas que não possuem backlinks;

– Comprar links;

– Panda;

– Não dar atenção à usabilidade;

– Esculpir o Page Rank;

– Não ter tags de título e descrição chamativos;

– Olhar para a barra de Page Rank;

– Comprar links em páginas com PR8 e PR9

No site da MestreSeo tem um artigo bem detalhado sobre cada erro citado. Vale a leitura: Expon 2011 – Erros que cometi em SEO

Apresentação em Slideshare: Link building Mistakes 2011

 

——–

Este foi um breve resumo de algumas palestras do Expon feito com a colaboração de Aline Aguayo, Carol Ramalho e Gladys Gonzales.

Para mais informações sobre o evento, os links abaixo podem ajudar:

Palestras Expon: Links para as apresentações por Marcelo Ribeiro

Lista de Apresentações da Expon por Eduardo Storini

Expon 2011: Tudo sobre o Evento por Edu Coutinho

Eventos SEO por Mestre SEO

Até mais!

 

Carol Ramalho, Manuela Sanches, Aline Aguayo e Gladys Gonzalez na Expon 2011

 

 

Comments

comments