O que é Long Tail e como Utilizá-la

By 22 de dezembro de 2011 Link Building, SEO

Long tail ou ‘cauda longa’ é um termo introduzido por Chris Anderson para designar nichos de mercado. O nome remete ao formato do gráfico gerado: os produtos mais populares alcançam o topo, porém não ocupam um espaço amplo no mercado, enquanto os nichos são pequenos e infinitos.

Quando se fala em link building, long tail é relativo às palavras-chave mais específicas e menos competitivas. Por exemplo, para otimizar a página do nosso blog usando uma long tail, o ideal seria escolher uma palavra-chave que melhor traduza a postagem como ‘long tail link building’, ao invés de utilizar apenas ‘link building’, pois o último termo abrange todos os temas relacionados a link building enquanto o primeiro restringe a assuntos relacionados à long tail no trabalho de link building.

gráfico long tail

Via Midiatismo

Por que usar as long tails?

O mesmo vale para qualquer tema, pois essa abordagem leva algumas vantagens em relação às palavras-chave genéricas, entre elas:

1. Taxa de conversão maior: a probabilidade do usuário, que chega até a página trabalhada através da long tail, realizar compra ou contratar serviços é muito maior em relação ao usuário que visita o site a partir de uma busca genérica, pois o primeiro geralmente sabe melhor o que está procurando;

2. Investimento menor: para os sites que trabalham com links patrocinados, o investimento é muito menor, pois o custo de cada palavra-chave está relacionado à demanda;

3. Buscas tendem a aumentar: as buscas são ampliadas não só em quantidade, mas também em qualidade, pois a taxa de rejeição diminui com palavras-chave mais específicas;

4. Resultados mais rápidos: como a competitividade é menor, é mais fácil alcançar os objetivos previstos;

Portanto, palavras da long tail apesar de atrair menor volume de usuários, registram maior número de conversão de acordo com o tempo de permanência na página ou aquisição de produto. Enquanto as palavras genéricas atraem um número maior de usuários, porém, sem registrar grandes taxas de conversão.

Entretanto, para trabalhar com uma long tail, não basta escolher os termos mais específicos que tenham a ver com sua página. É preciso, antes, analisar alguns aspectos da página trabalhada, termos possíveis, volume de busca e competitividade de cada um.

O primeiro passo para trabalhar com a long tail é definir o objetivo de cada página. Nesse sentido, tente pensar que tipo de palavras você digitaria para encontrar seu próprio site; e procure saber como o seu cliente se comporta ao buscar por um produto ou informação.

Ferramentas Importantes

Mas e depois de definir os objetivos? Como escolher as palavras-chave da long tail? Veja algumas ferramentas gratuitas do Google para fazer isso:

Adwords: sugere sinônimos para qualquer palavra, com nível de concorrência, média de pesquisas globais e locais mensais.

Analytics: analisa vários aspectos do seu site, incluindo as palavras-chave mais utilizadas pelos usuários para chegar à sua página, sendo esta uma técnica muito útil para encontrar as long tails. Além disso, o Analytics também fornece filtros para eliminar as long tails de baixa qualidade. Assim, você pode utilizar alguns critérios, como índices de rejeição e conversão, e tempo de permanência na página, por exemplo.

Insights: o ponto forte do Google Insights é localizar as palavras-chave mais usadas do momento. É uma boa opção para encontrar palavras que irão se tornar mais competitivas.

Conteúdo, sempre conteúdo

Depois disso, você deve pensar no texto para trabalhar a long tail. Lembrando as regras básicas: texto bem escrito, conteúdo único e fácil de entender. Além disso, busque mencionar as palavras-chave principais e seus sinônimos.

Recomendamos para você

Comments

comments

Suellen Moraes

About Suellen Moraes

Leave a Reply