Marketing de Conteúdo ou Link Building: qual o mais importante?

Marketing de Conteúdo ou Link Building: qual o mais importante?

As discussões para concluir o que é mais importante em um trabalho de SEO, conteúdo ou link building, não são nenhuma novidade. “Content is king” é um chavão muito utilizado por aqueles que defendem a supremacia do conteúdo, quando, na verdade, os dois caminham juntos e beneficiam um ao outro.

A importância de um bom conteúdo foi reforçada pelo Google Panda, um novo fator de rankeamento que diminui a relevância de páginas com conteúdo pobre (muito conteúdo duplicado, anúncios em excesso, poucos sinais de legitimidade). Apesar de não ter chego ao Google BR (ainda?), é um sinal fortíssimo que o Google manda incentivando a criação de conteúdo único e de qualidade.

Onde criar e inserir conteúdo?

 

O primeiro passo é definir locais chave onde seu consumidor busca informação para tomar decisões, que podem ser:

Descrições únicas de produtos, ao invés do mesmo blábláblá que vem escrito no manual do fabricante;
Descrições mais detalhada dos serviços;
Mais informação sobre a empresa e equipe;
Criação de landing pages para as categorias mais buscadas do seu site;
Criação de página de notícias ou blogs, cujos artigos podem ser aproveitados para uma newsletter;
Guias de compras ou vídeos mostrando e fazendo reviews de produtos.

E em todos esses exemplos podem ser utilizados diferentes tipos de conteúdo: texto, imagens, vídeos, podcasts, aplicativos. O céu é o limite para informar e deixar o seu público-alvo confiante em tomar a decisão de converter no seu site.

Blog aproxima empresa de seu público-alvo

Blog RentCars

Conteúdo para Landing Page

Landing Page destino popular Submarino Viagens

Conteúdo em vídeos do Red Bull

Vídeos no site da Red Bull

 

Como conteúdo pode beneficiar uma estratégia de link building?

 

Como eu disse na minha palestra no OlhóSEO, “uma estratégia de link building fica limitada se o site não conta com conteúdo de qualidade”, pois pode ajudar a:

Competir com a autoridade de grandes sites e marcas;
– Possibilitar a criação de estratégias de linkbait (lança-se a isca, que é um conteúdo interessante, divulga-se e pode gerar links naturais de visitantes que gostaram do conteúdo);
Indexar palavras-chave longtail nos buscadores;
– Aumentar a receptividade de requisições para webmasters e blogueiros, que tendem a linkar para páginas com conteúdo de qualidade;
– Além de conteúdo para publicar em outros sites como para posts convidados, entrevistas para sites do nicho, diretórios de artigos, entre outros.

E olha que esses pontos são apenas relacionados a link building. Outros benefícios muito importantes são a geração de fidelidade no visitante, que retorna ao site ou assina o feed de notícias; no caso de blogs, a criação de uma proximidade com os clientes/leitores; aumento da conversão, já que os usuários encontram muitas informações necessárias para tomar sua decisão.

E agora que o seu conteúdo foi criado e está lá bonitinho, como indexá-lo e posicioná-lo bem no ranking de buscadores? Link Building!

Em um próximo post, leia sobre como criar conteúdo para link building e também dicas para escrever sobre um segmento que o redator ou link builder ainda não conhecem.

_____

Este post contou com a colaboração de Gladys Gonzalez, Gerente de Projetos da Enlink.

Comments

comments

Sou apaixonada por Marketing Digital e fundei a Enlink há 11 anos. Na bagagem de estudos, trago formação em Comunicação Social pela UFPR tenho MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV, além de ter palestrado em eventos nacionais e dado vários cursos na área.