Dicas de marketing digital para pequenas empresas

Por 4 de setembro de 2014 abril 12th, 2017 Marketing de Conteúdo

Dia desses, em um bate papo aqui na agência conversávamos de como é notória, atualmente, a busca e curiosidade de pequenas e médias empresas pelo marketing digital, pois independente de possuírem lojas físicas ou não é na internet que essas pequenas companhias encontram uma grande vitrine e porta de entrada para novas oportunidades de negócios. Não é novidade que estar na rede é visivelmente importante para quem quer ser notado, e é ai que as pequenas empresas encontram no marketing digital um forte aliado.

 

enlink_mkt1
Legal Carol, eu já tenho um perfil da minha empresa no Facebook, já estou na rede, me adiciona lá.”

Calma! Vem comigo e vamos conversar. Tenha um site próprio. Sim é legal estar no Facebook também, mas já já vamos falar melhor sobre isso. Um site próprio é essencial para sua empresa, pois lá é o seu espaço, sua vitrine… um refúgio onde clientes e futuros clientes podem obter maiores informações sobre os seus produtos e a marca. Um espaço que você pode explorar de diferentes formas oferecendo conteúdo de qualidade tanto no formato de um blog com postagens leves como também no compartilhamento de conteúdos mais ricos como vídeos explicativos sobre determinado produto que você oferece.

Mas se você não tem conhecimento no assunto, um profissional da área pode te ajudar muito bem direcionando conceitos de arquitetura, usabilidade e design, seguindo exatamente a identidade visual da sua empresa. Além disso, ele conseguirá enxergar muito além do que apenas exibir seu produto/marca na rede.

Nunca é demais saber: Todo conteúdo original publicado é um assunto novo para os usuários pesquisarem, e é aí que entram os mecanismos de busca, o santo e amado Google. Então quanto maior for a qualidade do seu assunto, maiores são as chances dele conseguir atrair links para o seu site, o que positivamente ajuda a sua empresa a ser vista, principalmente nesses mecanismos.

Outra opção legal, mas que muitos pecam na hora de usar é a newsletter ou ainda o e-mail marketing. É muito interessante estabelecer uma comunicação com o público e isso, na verdade, é essencial, mas faça do jeito certo: divulgue conteúdo gostoso de ser lido e rico em informação, novidades, promoções, aproveite para falar de assuntos relacionados ao seu nicho de atuação e não apenas sobre a marca.

Para acertar no envio da newsletter, contudo, é preciso prestar atenção em um detalhe: como você irá colher as informações (e-mails) do seu publico? O mais indicado é possuir um formulário de cadastro em seu site, onde o próprio visitante tenha a livre escolha de se cadastrar para receber as novidades. Faça sorteios e, com isso, colha os dados, ofereça brindes e aproveite a oportunidade para estreitar laços, crie eventos onde o usuário possa se cadastrar e assim a sua lista de e-mail marketing só tem a aumentar com quem realmente quer mais informações e contato com você e sua empresa.

enlink_mkt2

Não acho aconselhável a compra de lista de e-mails, principalmente se forem de fontes duvidosas. Esse tipo de ação pode fazer com que a imagem da empresa fique queimada e o seu e-mail pode ir direto para a caixa de spam. Ou você acha legal receber e-mails de empresas que você se quer ouviu falar? Eu detesto, acho abusivo!

Pequenas empresas no Facebook Um dos erros mais comuns que muitos da área estão cansados de ver são os perfis de empresas caindo de paraquedas no Facebook em formato de perfil pessoal. Não é errado estar no Facebook, todos estamos lá, mas é preciso estar de maneira correta e coerente.

enlink_mkt3

Não queime sua empresa criando um perfil pessoal se você tem a oportunidade de criar uma fan page, um lugar onde os usuários podem ter acesso ao seu conteúdo, uma verdadeira vitrine online na maior rede social da atualidade. Essa é mais uma maneira de se aproximar de seu publico criando, compartilhando e publicando conteúdos de qualidade. Com uma boa fan page você ainda corre o risco (positivo) de ampliar seus contatos e ainda aumentar o número de seguidores. Lembre-se que ali é uma referência da sua empresa, então nada de compartilhar assuntos fora do nicho ou coisas pessoais demais, as pessoas estão ali pela sua marca e produto, não para acompanhar as suas selfies.

Pequenas empresas no Instagram

Não é novidade que o Instagram é um super queridinho dos usuários assíduos de smartphones. Mas, muito mais do que uma plataforma de compartilhamento de fotos no estilo selfies, gatinhos e pôr do sol, o Instagram é atualmente uma super vitrine que permite uma interação muito satisfatória com os usuários. Você pode tirar bom proveito das #hashtags (usando-as de modo coerente). Publicar fotos de eventos em tempo real e criação de vídeos curtos, mas o principal para se dar bem nesta plataforma é colocar um estilo próprio nas fotos que for fazer. Isso sem dúvida é um ponto positivo que irá destacar a sua empresa das demais.

Pequenas empresas no Vine O Vine é outra plataforma bem bacana de quem adora compartilhar vídeos curtos. Fácil de ser usado, só é necessário ter um smartphone com plataforma Android ou iPhone. Os vídeos tem duração de 6 segundos o que faz com que criatividade e tempo limitado andem juntos. Várias empresas já abraçam esta plataforma de modo criativo, como você pode ver no vídeo abaixo:

  Vale refletir: Antes de começar a criar perfis da sua empresa nas redes sociais é preciso analisar uma questão: você terá tempo para se dedicar, responder e interagir com os usuários no site, no e-mail marketing e em todas as redes sociais que escolheu?! Pois de nada adianta criar um espaço na web e deixá-lo a ver navios, isso passa uma imagem pura de descaso e abandono. É importantíssimo ter um bom relacionamento com clientes e fornecedores, tanto fora quanto dentro da rede, então se você optou por estar ali é imprescindível se dedicar.

Existem ótimos profissionais na área que podem te ajudar no relacionamento com o cliente e na elaboração de um planejamento de marketing digital adequado para a sua empresa, público e produto. Tenha alguém específico para cuidar dessa parte se você não pode se dedicar. O profissional qualificado será um grande aliado na hora de definir metas e planos, como também a elaboração de conteúdos que estejam de acordo com o seu nicho de atuação e ainda em quais redes sociais seu produto deve estar.

social-media-marketing-jan- (1)

Faça uso das redes sociais sim, mas isso se você tiver tempo e dedicação para cada uma das redes que escolheu, não vá na onda do modismo ou apenas para dizer “eu também estou lá”. Como disse antes, se você não se dedicar e deixar tudo abandonado, sem atualizações, será a mesma coisa que não estar lá. É de extrema importância saber qual rede social melhor se encaixa ao perfil de sua marca e ainda em quais redes sociais o seu público está. Por isso, friso a importância de um profissional da área para te orientar nesses pequenos detalhes. Pode parecer bobagem para alguns, mas bobagem mesmo é fazer errado achando que está fazendo certo.

Este post pode parecer mais do mesmo, entretanto, vejo muitas empresas grandes e pequenas que querem estar nas redes sociais pecando tanto pelo excesso, quanto pela falta de conteúdo e comprometimento.

Abraço, nos vemos na rede!

Créditos das imagens: Google

Comments

comments

Carol Cañete

Sobre Carol Cañete

Trabalha na Enlink desde 2011, quando começou como Redatora na equipe de Criação de Conteúdo. É publicitária por formação e hoje atua na agência como Assistente de Marketing Digital. É mãe, esposa e quando sobra tempo é artesã, fotógrafa e cozinheira. Mulherzinha assumida, não dispensa o esmalte vermelho.

Faça um comentário