Usabilidade Like A Boss – Coisas que você pode estar fazendo errado

Por 15 de julho de 2014 Geral

Conseguir maior tráfego é sempre o grande objetivo de muitos, afinal, maior tráfego significa maior conversão, certo? Não necessariamente. A busca constante pela otimização de e-commerces ou blogs é tão grande que muitas pessoas focam no SEO e acabam se esquecendo de outra parte tão importante quanto: o UX e o CRO, que já foram explicados direitinho nesse post aqui.

Usabilidade Like a Boss

As últimas atualizações dos algoritmos do Google definiram um novo patamar, tanto na experiência do usuário quanto na de quem deseja ser visto nos resultados de busca. Apesar de ele estar praticamente forçando os webmasters a voltarem seu olhar para a usabilidade, é preciso prestar um pouco mais de atenção nela. Vale à pena conhecer um pouco mais sobre o assunto para saber o que você pode estar fazendo de errado.

Para ficar mais claro, falando de modo geral, o SEO é um conjunto de resoluções que ajuda as pessoas a chegarem no seu site, ele irá o posicionar em mecanismos de busca de acordo com a qualidade do seu site em geral. Já o UX é um conjunto de resoluções que vão ajudar as pessoas a navegarem de um jeito mais fácil e conciso, eliminando alguns bloqueios no seu site, facilitando ao máximo a experiência do usuário ali.

Percebeu a relação entre os dois? O primeiro irá mostrar o seu site às pessoas, enquanto o segundo irá ajudar elas a conhecê-lo da melhor forma possível. E já que a qualidade é primordial em ambos, aqui vai uma listinha falando onde alguns sites pecam na usabilidade:

Flash

Um site deve primeiramente se relacionar bem com o usuário, mas não é o que acontece algumas vezes com conteúdos em Flash. As desvantagens são várias, entre elas estão a necessidade de baixar/atualizar plugin, o carregamento lento da página e a incompatibilidade do Flash com produtos da Apple, como o iPad ou iPhone.

Além de poder ser um incômodo para quem acessa o conteúdo, também há desvantagens na indexação nas SERPs. O Flash é como se fosse uma pilha de conteúdo bloqueado, pois os robôs não conseguem entender o que está ali. Então, na impossibilidade ou dificuldade de leitura do conteúdo e palavras-chave, o tempo de carregamento do site sobe e o índice de qualidade desce, resultando na dificuldade do site de se posicionar melhor nos resultados orgânicos.

Até existem meios de fazer a indexação desse tipo de conteúdo. O Google explicou sobre o Flash e outras mídias, mas eles mesmos não garantem indexação total do conteúdo.

Cada página importa

É importante lembrar que todo conteúdo deve ser pensado para tornar a navegação no site fluída e simples. Por exemplo, não adianta focar somente nas páginas principais e deixar o carrinho de compras cheio de bloqueios, como taxas ocultas ou um processo de checkout complicado demais.

Tempo de carregamento

Esse é o ponto que pode fazer muitos abandonarem uma página, principalmente se o usuário está procurando por uma resposta rápida de um problema. Além disso, esse também é um quesito importante para o ranking no Google. Portanto não se esqueça de realizar testes com o tempo de carregamento em vários navegadores e aparelhos.

Falta da versão mobile

Esse pode ser um dos piores erros a se cometer, visto que o conteúdo recebido por usuários é cada vez mais acessado via smartphones e tablets. De acordo com pesquisas 15% das vendas de varejo em 2013 foram realizadas em dispositivos mobile e uma outra pesquisa ainda aponta que o acesso de conteúdo via mobile deve ultrapassar o acesso em computadores em poucos anos.

Dedicar um pouco mais de atenção ao UX pode ser o diferencial para subir suas taxas de conversões. Afinal, além de deixar a navegação mais clara e rápida, enxergar e solucionar problemas como esses também torna o site muito mais sólido e receptivo. Agora que você já sabe de tudo isso, mãos à obra!

batman

Vocês também conhecem alguma dica para ajudar na usabilidade? Compartilhe conosco nos comentários!

Imagem: Bruce Clay

Comments

comments

Laura Neves

Sobre Laura Neves

Estuda Comunicação Social - Publicidade e Propaganda na UDC. Faz parte da equipe Enlink desde 2012 e se empenha em dividir seu tempo vago entre livros fantásticos, filmes incríveis e cachorrinhos fofos.

Faça um comentário