Passos Básicos de SEO para E-commerces

Por 27 de março de 2014 agosto 11th, 2017 E-commerce

Existem certas coisas que não podem ser deixadas de lado, principalmente quando o seu site precisa gerar alguma taxa de conversão. Colocando em prática alguns itens básicos de SEO, você pode deixar seu e-commercemuito mais amigável tanto para os seus visitantes quanto para as SERPs.

Para te deixar por dentro do que é preciso fazer em seu site, segue uma lista com vários itens que podem te ajudar na otimização ou mesmo na escolha de uma boa plataforma. Então, bora colocar ordem na casa?

1. Vamos começar com a URL. O que você precisa lembrar nessa etapa é que ela precisa ser, primeiramente, intuitiva. Quem acessar sua página precisa saber logo do que se trata apenas dando aquela olhadinha rápida. Pensando nisso, sempre edite cada página para um formato legível;

Exemplos de URL

2. Em segundo lugar, porém não menos importante vem a customização de títulos. E veja bem, é de suma importância que a sua plataforma permita a edição do título de cada uma das páginas. T-o-d-a-s;

3. Não ache que você não vai precisar do 301 redirect. A página foi deletada, o produto não está mais disponível, as categorias mudaram, as URLs tiveram que ser alteradas, enfim, são várias as situações em que o redirecionamento 301 pode ser aplicado. Ele deixa o site mais organizado e não permite que você perca relevância;

4. Se você tem várias URLs que permitem a visualização de uma mesma página, então a canonização deve ser feita. A canonização é um pequeno código aplicado na página que diz para o Google que uma determinada página deve receber prioritariamente o link juice. Assim, a duplicação de conteúdo e a divisão de page rank não acontece.

Para resolver este problema, você pode usar um redirecionamento 301 utilizando o código abaixo. Mas lembre-se que a URL utilizada aqui deverá ser aquela que você quer priorizar.

RewriteCond %{HTTP_HOST} ^suaurlprincipal.com.br [NC] RewriteRule (.*) http://www.suaurlprincipal.com.br/$1 [R=301,L]

5. A estrutura de navegação do site é outro fator a ser considerado. Ela deve ser bem organizada para que seja facilmente entendida tanto pelo seu público quanto pelos motores de busca;

Dicas

6. O XML sitemap é outra parte bastante importante e, se for automático, melhor ainda, pois dessa forma tudo estará sempre atualizado. Ele é essencial, porque melhora o rastreamento e indexação de páginas que, porventura não seriam “vistas” em um processo normal de rastreamento do Google.

Dica bônus:

1. Google Analytics – para quem tem um e-commerce, o Google Analytics é uma daquelas ferramentas “pau para toda obra”, sabe? Ela é capaz de te fornecer dados bastante úteis sobre SEO, além de ampliar seu campo de visão do que pode estar dando certo ou não. Com essa ferramenta você consegue ainda entender melhor as preferências de quem visita o seu site, fundamentando relatórios mais precisos que, por sua vez, facilitam muito o momento de tomar qualquer decisão, sendo ela de SEO ou não.

2. Blog – os blogs alcançaram uma popularidade incrível recentemente. E não é à toa! Eles são uma estratégia poderosa para crescer diante os olhos do Google. Isso porque quando o assunto é acrescentar conteúdo de qualidade para seu e-commerce, gerar backlinks valiosos e ainda aumentar a interação do público alvo dentro do site não tem pra ninguém, um blog é a melhor alternativa.

Considerando esses passos básicos de SEO em seu e-commerce, as chances de evolução e conversão do site podem aumentar consideravelmente. Mas, e vocês, têm mais alguma outra dica sobre o assunto? Conta pra gente nos comentários!

Comments

comments

Laura Neves

Sobre Laura Neves

Estuda Comunicação Social - Publicidade e Propaganda na UDC. Faz parte da equipe Enlink desde 2012 e se empenha em dividir seu tempo vago entre livros fantásticos, filmes incríveis e cachorrinhos fofos.

Faça um comentário