Inbound Marketing: o que é e como se faz

Inbound Marketing: o que é e como se faz

Com a proposta de ir além de estratégias baseadas na interrupção do usuário, o Inbound Marketing caracteriza-se como uma forma de atrair a atenção dos internautas através de conteúdos do seu interesse.

A técnica consiste em criar diferentes canais de marketing, como perfis em redes sociais e blogs, onde é possível gerar e compartilhar informações relevantes para determinados perfis de consumidores.

Sendo assim, não é necessário interromper o internauta com anúncios ou mensagens invasivas, pois, afinal de contas, ele mesmo terá o interesse de buscar e clicar em seu conteúdo.

Inbound Marketing é ideal para marcas e empresas que desejam “ser encontradas” por seus clientes na internet, por proporcionar novas formas de atrair e conquistar a atenção do público.

E você, que tal conhecê-lo?

O que há de novo

A estratégia difere do Outbound Marketing, justamente pelo fato de que no ‘Inbound’ a intenção é que os consumidores encontrem a empresa e não que a empresa corra atrás de seus clientes.

No antigo Outbond eram utilizadas técnicas que, muitas vezes, interrompem o consumidor, sendo consideradas estratégias fracas e indesejáveis.

Entre elas, estão os famosos telemarketing que estará entrando em contato com você, sem mesmo ter o seu consentimento e os populares – e caros – anúncios de televisão.

Com a expansão da tecnologia e o crescente número de novos usuários de internet, tais estratégias foram perdendo a eficiência e abrindo caminho para novas táticas, capazes de despertar o interesse de diferentes perfis de consumidores.

Nesse contexto, o Inbound Marketing surge como uma inovação prática, econômica e eficaz para que empresas se comuniquem com seus clientes e ainda atinjam seus objetivos de propaganda e marketing.

Praticamente um “Bom, Bonito e Barato”!

Como é feito

Para compreender as estratégias utilizadas pelo Inbound Marketing, pode-se dividi-las em três fatores fundamentais. São eles:

1º – Conteúdo

Não restam dúvidas de que essa é a base para o sucesso de todo o trabalho. O conteúdo é responsável por atrair e prender a atenção do internauta, o que exige investimento na criação de material atual e relevante.

Para isso, pode-se recorrer à produção de vídeos segmentados, blogs com artigos e postagens informativas e, até mesmo, sites onde seja possível fazer um cadastro para receber newsletters e/ou e-mails marketing (nada de SPAM, ok?).

2º – Otimização em mecanismos de busca (SEO)

A regra é clara: faça com que seu site e outros links disponíveis na rede colaborem para o melhor posicionamento de seu endereço eletrônico no resultado de pesquisas realizadas em mecanismos de busca (como o Google, é claro).

A técnica facilita o encontro de seus clientes e potenciais consumidores com a sua empresa, favorecendo também o processo de compra. Afinal, muitas aquisições têm início ou são realizadas com a ajuda desses mecanismos.

3º – Social Media

Muito bem! Você já tem o seu conteúdo e ele está belo, formoso e ativo na internet. E agora, o que pode faltar? A resposta segue de acordo com a febre do momento e cai nas mídias sociais.

Essas ferramentas contam com a vantagem de possibilitar a interação e discussão direta com seu público, gerando buzz e popularidade para sua marca e empresa. Além disso, estar inserido nas mídias sociais também é uma ótima chance de criar relacionamento com seus clientes.

Nada mal, anh?

Quais as vantagens

Entre os benefícios do Inbound Marketing, a economia destaca-se como um de seus diferenciais. Aproveitando-se das vantagens da própria internet, os custos com espaço, veiculação e até edição dos materiais utilizados são muito mais baixos do que em campanhas tradicionais.

Sua capacidade de focalização também é outro atrativo, já que permite que as ações e conteúdos sejam elaborados especialmente para um determinado público, aumentando as chances de interação, compartilhamento e comercialização de seu produto ou serviço.

Além disso, o Inbound Marketing pode ser encarado como um investimento e não como uma simples despesa. Isso porque, depois de atingir um bom posicionamento nos mecanismos de busca, seu site permanece em destaque até que a concorrência decida se esforçar para mudar esse resultado.

Mas afinal, por que é importante?

Com a evolução da internet e o desenvolvimento da web 2.0, o modo como as pessoas passaram a gastar seu tempo e dinheiro sofreu uma verdadeira transformação.

Sites como o Google e outros mecanismos de busca proporcionaram aos consumidores mais autonomia e confiança na hora de realizar suas compras. As decisões passaram a ser influenciadas por comentários em redes sociais, posts de blogs e vídeos disponíveis para download e visualização gratuita.

No meio disso tudo, o Inbound Marketing desenvolve-se como um meio de inserir sua marca, empresa e conteúdo dentro dessa nova realidade.

Os resultados, mesmo que a longo prazo, possibilitam não apenas o crescimento de sua popularidade na internet, mas principalmente um melhor posicionamento e a conquista da credibilidade de seus clientes. Isso porque o objetivo da técnica é fornecer conteúdo informativo e de qualidade que será buscado por quem realmente está interessado nele.

Suas estratégias visam ampliar as possibilidades, tanto de quem anuncia quanto de quem busca informação.

Afinal de contas, é como diz o ditado: quem procura, acha!

Comments

comments